Seiyuus – Parte [1]

kugiminMotivação

Fiquei um pouco surpreso ao ver que o tema de dubladores de animes conhecidos como seiyuus no Japão não costumar ser muito abordado em vários lugares (fóruns, blogs, etc). Com certeza quando se compara a outros fatores como estúdio, diretor, chefe de animação, roteirista, obra original, isso pode parecer de menor importância, mas para alguns fãs isso é uma questão bem séria. Muito séria. De fato, nem em fóruns e comunidades americanas você costuma ver muitas pessoas que sabem dessas coisas e isso provavelmente se deve ao fato de que poucos eventos trazem eles para cá, assim como rádios de animes/seiyuus dificilmente são ouvidos por causa da barreira da língua.

Uma coisa que já é bom frisar é que eu também não sou um grande conhecedor da área. Sou fanboy de algumas seiyuus de longa data como a Tamura Yukari (Yukarin), Hanazawa Kana (HanaKana) e mais recentemente da Ogura Yui (Yui-chan) embora tenha interesse em várias outras que estão começando a ganhar bastante espaço na indústria como a Touyama Nao e a Uchida Maaya. O que eu sei um pouco a mais talvez venha da experiência em sempre levar em conta quais são as seiyuus de personagem X de uma obra que eu já conheço. Assim eu comecei a cada vez mais levar em conta os papéis antigos dessas seiyuus, qual é o “range” delas, como é o nível das músicas que elas cantam, etc… Com o tempo entrei em contato com alguns rádios de animes como o de Persona 4 The Animation (P4A), Sasami-san@Ganbaranai (Sasami-san) e agora de Yahari Ore no Seishun Rabukome wa Machigatteiru. (Oregairu), embora tenha ouvido vários compilados com momentos engraçados de seiyuus como o rádio de Spice and Wolf: Fukuyama Jun (FukuJun) e Koshimizu Ami (Amikke); de Kurokami: Oohara Sayaka (Saaya), Namikawa Daisuke e Shitaya Noriko (Non-chan); de Baka to Test to Shoukanjyuu (BakaTest): Harada Hitomi (Dacchan) e Shimono Hiro entre outros. Também já tentei acompanhar semanalmente o rádio da Yukarin, mas por falta de tempo e por ser um novato nesse tipo de coisa estou meio parado, apesar de que já ouvi várias e várias horas de compilados.

hanakanaImportância

Esse termo de cima sinceramente não me agrada, mas foi a única palavra que achei na hora de escrever esse post. A importância é óbvia, assistir um anime sem voz não é legal, assistir um anime onde as personagens tem vozes estranhas não é legal, assistir um anime onde as personagens tem vozes que não combinam não é legal, assistir um anime onde as perso(ry. Fora essa questão básica tem outros fatores que podem ser citados como as Singles da Opening e Ending do anime. Ao aproveitar seiyuus já contratadas acredito que dê para economizar uma boa quantia, ainda mais se forem seiyuus novas que cantam tanto a OP quanto a ED. É comum esse uso também para aproveitar e mostrar melhor a imagem de alguma heroína por exemplo ou ter a oportunidade de EDs especiais dependendo do episódio. Obviamente isso requer que as seiyuus não só saibam dublar bem, mas também saibam cantar bem.

Isso pode parecer estranho, mas a tendência ultimamente está seguindo esse caminho principalmente com seiyuus femininas. Pouco a pouco tem surgido grupos de seiyuus como o Sphere. Existem também vários eventos onde os próprios seiyuus são os apresentadores e por isso acabam tendo que ter outra habilidades que normalmente não seriam necessárias para dubladores no geral. Posso citar alguns exemplos em respeito a isso. Tentei acompanhar uma stream em fevereiro onde o primeiro key-visual de Oregairu saiu e nesse evento os três principais seiyuus estavam presentes: Eguchi Takuya (Hachiman), Hayami Saori aka Hayamin (Yukino) e a Touyama Nao (Yui). Outros exemplos famosos são os eventos de Working! e Durarara!! que inclusive foram gravados e vendidos como DVD/BD mais tarde. Nesse tipo de evento haviam váriar “brincadeiras”, assim como dava para ver eles dublando em tempo real. E esses eventos com certeza tiveram algum fim econômico por trás, afinal não costumo ver casos assim toda temporada.

Outro ponto importante são rádios. Nunca vi alguém comentar por aqui, mas boa parte dos animes tem rádios que costumam ser semanais onde um seiyuu ou outro falam um pouco do anime, apresentam informações básicas e que acaba sendo uma outra espécie de marketing. De vez em quando tem rádios que fazem algumas “promoções” divertidas como o de Oregairu fez dessa vez. Não só queriam que o pessoal usasse o @ぼっち党員, mas também incentivavam a mandar emails contando casos de “bocchis” e os escolhidos muito provavelmente recebiam um adesivo oficial como prova de ser  membro do partido dos “Bocchis”. Haha, pode parecer uma grande brincadeira, mas essas coisas realmente animam fãs a se manterem interessados na série e podem atrair pessoas que escutam somente pelo seiyuu em questão. Essa é uma prática bem comum e também aproveita para influenciar nas vendas de Singles das OPs e EDs, assim como pode continuar por mais tempo se fizer um considerável sucesso (Zetsubou-sensei, senão me engano). Se quiserem um exemplo real de alguém que escuta algum rádio por causa da seiyuu, eu como humilde fã da Toono Soyogi-sama (seiyuu de eroge) comecei a conhecer ela de verdade no rádio da Alcot. Me divirto muito e de vez em quando dá para ouvir informações interessantes da indústria.

Conhecer um pouco do lado pessoal dos seiyuus através disso pode também influenciar na hora de assistir um anime. Por exemplo em Hataraku Maou-sama (Maou-sama): A Hisaka Youko (Hiyocchi) faz o papel da Yusa Emi. E as duas possuem uma característica comum que é… A falta de peit, opa, peitos pequenos. Em um episódio a Emi fica bem brava com o Ashiya por isso e acaba gritando sobre isso de maneira que eu não conseguia parar de pensar que era a própria Hiyocchi reclamando disso. Já ouvi rádios com cenas parecidas e daí não teve como não rir dessa cena. Não duvido que tenha sido um ad-lib dela hahaha. No mesmo Maou-sama temos o Shimono Hiro como o Lucifer e as cenas do “Karaage” foram todas ad-lib dele lol. Fora isso tivemos um episódio do Festival Escolar de Hyouka onde o Sugita Tomokazu (Kyon, Chamber) fazia a voz de um personagem secundário, mas só o fato dele ter feito um ad-lib fazendo referências a outros animes/jogos foi hilário demais. Enfim, tem vários casos desses por aí e saber um pouco dos seiyuus sempre ajuda. Outro exemplo clássico é a piada da “pessoa dentro da personagem”. Personagens de animes diferentes fazendo referência ao mesmo seiyuu e criando uma piada que quebra a quarta parede.

Enfim, esse post inicial deve ter introduzido um pouco melhor sobre seiyuus em geral e até me surpreendi por ter escrito tanto sem nem ao menos ter começado a falar das minha seiyuus favoritas ou de interações engraçadas de seiyuus na vida real como a o Kamiya Hiroshi e do Ono Daisuke (OnoD) ou do Sugita-bro e do Nakamura Yuuichi ou da dupla YuiKaori ou da fama da Yui-chan com outras seiyuus como a HanaKana por exemplo… Se bem que esse post acabou fugindo um pouco do tópico inicial e no próximo devo comentar sobre alguns seiyuus mais famosos e daí partir para posts mais específicos. Quem diria que eu teria tanta coisa pra escrever assim…

11 Comentários

Arquivado em Anime

11 Respostas para “Seiyuus – Parte [1]

  1. Pedro

    ASSUNTO SERIO*

    realmente eu ja vi varios animes e tem umas seiyuus q me chamam muita atençao, pena que para alguem como eu q nao tem o menor conhecimento de japones possa saber mais sobre isso…

    • Bem, acho, ou melhor, com certeza exagerei no fato de que não tem como descobrir informações de seiyuus mesmo sem saber japonês. Sei que tem gente com blogs específicos para isso e com bastante informação. Fora que existem users em fóruns que sabem MUITO dessas coisas, o problema é que eles são bem poucos…

      • Pedro

        Sem duvidas, na minha opiniao da pra saber mais sobre isso mesmo com essa grande barreira de linguas, mas ai vai muito da vontade da pessoa de saber sobre o assunto, como acho interessante mais nao é aalgo o qual eu tenho muita vontade de saber nao procuro ir atras. mas a internet e grande o suficiente para saber sobre isso sem problemas.

  2. Não vi nenhuma citação para o Wakamoto-sama!

    Realmente, seiyuus é algo menos comentado, mas tem uma grande importância, como por exemplo nessa temporada vários shows com qualidade de seiyuus ruins. Sim são novatas, mas isso não é desculpa, um exemplo que veem a mente é a Kido Ibuki que teve seu primeiro trabalho em Oniai e foi simplesmente fantástica, e agora está ai crescendo.

    De memoria uma das melhores performasses dos últimos tempos tem que ter sido a Yuuki Aoi na Suzu, primeiro por conseguir passar tão bem os problemas de fala da personagem e depois por conseguir colocar tanta emoção no mesmo.

    Ótimo post, na espera dos próximos!

    • Desculpa, ainda comentarei sobre o grande Wakamoto em um desses posts =x

      Eu até ia comentar um pouco sobre a Kido Ibuki nesse post, mas tirei porque não ficou muito bom. Entendo bem isso de que seiyuus novas devem ter um nível mínimo de “habilidade”. Muitos animes da KyoAni usam seiyuus novas e fazem grande sucesso, não tem porque isso não acontecer com outros estúdios.

      Também concordo com a Yuuki Aoi. Pena que ela não está aparecendo muito em papéis tão importantes como algumas temporadas atrás. Tem em Symphogear nessa temporada e sei lá se tem algo a mais. Mas bem, ainda comentarei sobre esses seiyuus. Só preciso de mais alguns posts pra começar a fazer isso =D

  3. kabochata

    Eu passei a acompanhar mais os animes recentemente por influência de outros e depois de conhecer o prático site MyAnimeList, não consigo mais assistir a um episódio sequer de anime sem ficar conferindo os seiyuus, fazer comparações com seus trabalhos anteriores e ultimamente assisti a certos animes por terem algum seiyuu em especial.
    Nunca tinha pensado na barreira linguística, mas imagino que seja difícil para uma pessoa que só fale português ou até inglês junto conseguir aproveitar tanto os talk shows, radio casts e Drama CDs que têm na rede. Uma das melhores vantagens em saber o japonês recai em conseguir se “aproximar” um pouco mais dos seus ídolos: artistas, seiyuus, modelos…

    • Essa questão de seiyuus fica divertida depois de um tempo mesmo. Não foram poucas as vezes que vi um anime só pra acompanhar certas seiyuus e tal. E realmente seria interessante ter mais blogs/sites que focassem nisso. Eu poderia ajudar um pouco, mas no fim fico enrolando como sempre… =/

      • kabochata

        Mas como poderia fazer um blog/site centrado nos seiyuus? Traduzindo os talks e discorrendo sobre a qualidade de cada personagem feita por um seiyuu?
        Estou viciada em alguns em especial e não consigo parar de assistir a vários eventos para promoção de um certo anime, mas eu assisto pelos seiyuus que participam do evento

      • Acho que algo do gênero já seria bem interessante. Até mais do que conteúdo, seria interessante ter posts em períodos constantes e não aleatoriamente como o meu blog…
        Quanto ao conteúdo pode realmente ser qualquer coisa que você gostou ou ficou surpresa em descobrir. Mesmo um post comentando sobre a atuação de seiyuu X em um episódio Y já seria algo diferente. E ao menos eu apoio qualquer iniciativa assim. Até porque eu não sou o tipo ideal de blogger para comentar sobre esses assuntos haha.

  4. kabochata

    Periodicidade também não é meu forte, mas oferecer um conteúdo um tanto inédito em português já me soa bem interessante.
    Gostar de seiyuu no fundo é mesma coisa que gostar de um ator da Globo, só que eu não ligo se o cara é feio haha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s