Post Final: Imoutodo (妹道)

RiaImoBem, estou de volta aqui para trazer o último post desse blog. Daí, vai ter gente perguntando e “aquele post que parecia ser o último?” É, bem, foi no impulso. Não é como se minha vida agora fosse um mar de rosas ou eu já tenha conseguido resultados satisfatórios em tão pouco tempo (muito pelo contrário hahaha… orz), mas também não adianta tentar fazer o impossível em pouco tempo. O jeito vai ser levar as coisas a longo prazo (já pensando em sair do país, não mais para o Japão, daqui a uns 2~3 anos) e enquanto isso é fazer o que tenho que fazer da maneira correta e se possível aproveitar um pouco a vida com meus hobbies, afinal de contas ninguém é de ferro… Minto. Tem gente que é de ferro sim, mas por enquanto eu não sou uma delas =P

E para a minha surpresa eu até agora não tinha feito um post dedicado a imoutos (irmãs mais novas) que é a origem do nome desse blog. Então nada melhor do que terminar comentando sobre esse assunto e algumas outras coisas no meio, afinal essa é realmente a última vez que posto aqui. Em compensação vou considerar em manter meus outros blogs ativos (Kancolle e LNs), embora eu ainda não tenha 100% de certeza se continuo ou não com eles (aposto que vou com posts aleatórios vindo de tempos em tempos). Vale destacar que nesse post eu vou ser “um pouco” mais enfático em certas coisas. Não costumo mais fazer posts assim, mas esse post realmente me lembra da época em que escrevia porque era alguém feliz e postava só por postar.

SANAAAAAAAAAAaaSANAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA(ry

Só de brincadeira mesmo eu usarei o termo Imoutodo (literalmente: Caminho da Imouto, assim como é com Bushido) nesse post final. Pra ser sincero eu realmente não lembro qual foi a personagem que me fez chegar a esse nível de amor por imoutos. Provavelmente não foi só uma e tentar escolher minha imouto favorita agora seria como pedir pra escolher entre “infinitas opções”. Bem, acho que agora vale a pena comentar que eu comecei a jogar VNs pra valer por causa de um blogger muito mais siscon que eu e que eu considero como meu “Mestre” no Imoutodo. Lendo esse blog fui influenciado a jogar algumas VNs relacionadas com imoutos e quando vi eu já estava procurando por mim mesmo títulos que me interessam. Realmente eu ainda era muito jovem naquela época (só uns 3 anos atrás)…

SORAAAAAAAAAaaSORAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA(ry

Bem, para tentar demonstrar um pouco meu amor por imoutos vou pegar um caso recente e extremamente curto, mas que me marcou bastante. Assistindo Outbreak Company (não sei porque, considerando que tem tanto anime melhor pra dar uma conferida essa temporada) no episódio 5 teve uma cena que fez paródia a Da Capo II mostrando a imouto Ume. O Shinichi jogou um pouco e nas poucas falas que ela teve eu já conseguiria comentar muita coisa. Vamos lá:

この世の中に絶対はないんだよ、と。

Tradução pra inglês (Horrible subs): “There are no absolutes in this world, you know.”

Primeiro, essa voz. Essa voz. Segundo, o fato deles serem irmãos já faz com que a conversa deles tenha algo diferente, afinal de contas a intimidade deles é maior do que com os outros personagens em um primeiro momento. Isso é provado logo mais, mas o que eu quero comentar agora é o と (~to) no final da frase. Assim, deve ser algo de uma linguagem mais informal e cotidiana já que nunca vi em leituras mais formais e sinceramente nem sei se teria algum termo oficial referente a isso, mas de tanto ler/ouvir eu consigo pegar o sentido em que esse と é usado. E acontece que eu simplesmente amo quando ouço algo assim vindo de uma imouto. Não sei a razão, mas isso pouco importa, afinal de contas isso é uma cena moe pra mim. Continuando:

OBC1=3

や、たまには兄さんと一緒に帰ろうかなとか、おもってさ

Tradução pra inglês (Horrible subs): “Nope. I thought maybe I’d go home with you.”

…… Hmmm… Como eu poderia explicar agora? Primeiro é o uso do Nii-san. Não tão formal quanto Nii-sama ou Onii-sama, mas ao mesmo tempo não indica uma proximidade profunda/afeto quanto Onii-chan por exemplo. Se for me perguntar qual desses termos eu prefiro eu simplesmente digo que TODOS, mas para cada imouto existe algo que se encaixa melhor. Pela troca de palavras até aqui já dá para ter uma boa noção de que os irmãos são próximos e por isso o Nii-san cai bem aqui por causa do pouco da personalidade que a Ume-chan apresentou até aqui. Daí tem a formulação dessa frase da Ume em que ela se oferece a voltar com seu querido Nii-san sem dar aquela impressão forte de uma tsundere, também sem ser sutil demais a ponto do protagonista não perceber sua intenção e sendo algo ao mesmo tempo direto e indireto. Novamente me sinto péssimo por não conseguir explicar direito, mas é nessa linha de raciocínio. Digamos que essa frase exemplifica muuuuito bem a relação entre os dois. Fora o uso do  や (ya) no começo que é mu(ry [reação parecida com a do と] e o おもってさ. Sei lá, estou longe de ser alguém que sabe bem japonês, mas algumas construções e termos usados em diferentes situações + dialetos de vez em quando são coisas que me atraem demais a essa língua. E quando você ouve isso vindo de uma imouto com aquela intonação [Tama ni wa nii-san to issho ni kaeroukana~ (t)toka, omottesa] é quase como um sonho se realizando, daí… Por último:

フフ♥ x3

It’s super effective!” x3

Meu status depois disso: HP – 0/3.

Enfim, isso culminou com o protagonista falando errado (formalmente ainda por cima) e com o Shinichi rindo e logo em seguida tendo os alunos ficando com aquela expressão: “I know how you feel bro”. Perfeito. A Romilda e a Minorin estavam confusas, mas isso era o esperado (assim como muitos que assistiram devem ter se sentido).

OBC2Uma imagem vale mais do que mil palavras

E quem entende, sabe como é esse feeling, sabe como essa cena simples é boa demais em vários sentidos. Não sei dizer quanto a adaptação 1:1 por enquanto, mas sei que uma parte do staff sabe o que está fazendo lá com uma paródia dessas tão bem feita assim. Ah, que vontade de jogar algum imouto-ge normal, sem crossdressing ou plots sérios ou chuunibyou… Ah, que vontade de jo(ry *vai procurar alguma VN pra baixar*

Bem, voltando ao foco inicial deixa eu comentar que apesar de tudo, os vários siscon (2D) também tem discórdias internas. Existem alguns que só toleram imoutos reais, ou seja, aquelas que são realmente ligados por sangue, enquanto outros toleram qualquer outra situação (irmã vinda de outra família/kouhai que quer um onii-chan/osananajimi mais novas). Eu já aceito todas elas, desde que elas tenham o espírito de uma imouto. Afinal de contas, quem seria capaz de não aceitar alguma imouto? Também não é a toa que existem termos como imouto-ge (abreviação para ‘imouto geemu’, ou seja, jogo de imouto) ultimamente. Lembro de ter visto um post interessante pra caramba em japonês onde mostrava um número aproximado de VNs com imoutos contra VNs com amigas de infância (osananajimi). Nos últimos anos as imoutos estavam tendo um predomínio maior e com obras mais “mainstream” atingindo o pessoal (Oreimo por exemplo) esse tipo de personagem tem ganhado um destaque cada vez maior.

REEEEEENREEEEEEEEEEEEEEEENNNNNNNNN

Apesar de eu falar que gosto/amo imoutos, isso se concentra bem mais em VNs do que em outras mídias. Mesmo LNs que tem imoutos como a heroína principal não me agradam tanto quanto numa VN. Isso se deve ao fato de que as rotas acabam por ter um foco muito maior e melhor (em alguns casos) do que quando retratado em outras mídias e daí dá para aproveitar mais, conhecer melhor as imoutos em questão. Obviamente essa é a minha preferência, mas já até comprei mangas físicos porque ouvi dizer que a imouto tinha um foco decente em tal volume (Hanamaru Youchien – Volume 7).

satsukiSatsukiiiiiiiiiiiiii ❤

Ao mesmo tempo não posso dizer que gosto de todas as imoutos que eu já vi em VNs por exemplo. Por essas e outras que não consigo dizer que sou um true imoutolover, mesmo que tenha escolhido esse nick anos atrás… Que decepção comigo mesmo…… orz

Realmente não consegui comentar como eu queria, mas acho que não conseguiria fazer melhor mesmo se tivesse mais tempo. Quanto mais você sabe sobre alguma coisa, mais difícil fica tentar explicar da maneira mais simples e direta possível. Sei lá, eu realmente perco minha razão com algumas imoutos… Enfim, pra exemplificar essa questão deixa eu comentar sobre alguns casos relacionados a minha curta história de imoutos em VNs.

SANASana / Tenshin Ranman

Bem, a Sana foi a primeira imouto que eu realmente lembro de ter feito a rota e amado. Senão me engano foi meu terceiro eroge que joguei depois que comecei a jogar as coisas direto em japonês (Fate e Tsukihime foram as minhas primeiras VNs em inglês; Depois foi To Heart 2 e Flyable Heart em japonês). Pensando bem a rota dela não é nada de espetacular, diferente. É uma rota bem comum, até certo ponto previsível, mas ao mesmo tempo não tem nada exagerado (drama demais por exemplo) nem chega a ser corrido (do nada a rota acaba…). Obviamente não gosto dela somente pela rota dela, mas simplesmente porque a Sana é uma ótima imouto desde o começo do jogo. Ela sempre se importa com seu nii-san, mas age tsun de vez em quando e em muitos casos começa a deixar sua imaginação a solta e assim começa o 暴走 dela. Haha, realmente era divertido ver a reação dela em muitas cenas. Além disso, a Agumion (Agumi Oto) era uma das poucas seiyuus que eu conseguia reconhecer a voz na época. Por um bom tempo eu considerava ela a minha seiyuu favorita de VNs (atualmente é a Soyogi-sama) e com certeza isso é outro fator que ajudou a gostar ainda mais da Sana.

Levando em conta aspectos mais técnicos vale destacar que a arte da dupla Kobuichi/Muririn é bem do meu gosto e uma loli loira hinnyuu não é ruim. Nem um pouco ruim, muito pelo contrário. Por último acho que vale a pena comentar que a Sana é daquelas imoutos que conseguem fazer praticamente tudo sozinhas. Sempre tem aquela frase clássica que os protagonistas falam: XXはいいお嫁さんになるな。 que se aplica perfeitamente a Sana. Ah, saudades dela. Lá vou eu procurar algum vídeo no nicodouga pra matar essa saudade.

SAKUYASakuya / Tasogare no Sinsemilla

Mamouto (魔妹). É assim que o protagonista caracteriza a Sakuya uma hora e realmente essa é uma bela de uma descrição. Nesse caso Mamouto seria na minha interpretação “uma imouto do mal”, no sentido de que ela é atraente demais pra fazer o protagonista sair do “caminho correto”. Não sei muito da seiyuu dela (Hirayama Saya), mas acho que ela combinou bem com a personalidade de uma “Yamato Nadeshiko” da Sakuya. Uma imouto que sabe se virar sozinha e é praticamente perfeita em todos os sentidos. Não tem as loucuras da Sana e assim dá um toque de ser uma personagem mais próxima da realidade, se é que se pode dizer isso. Sinsemilla tem uma história muito bom e o fato da Sakuya ser a heroína da True End é ainda melhor. O clássico conflito de irmãos namorando é retratado com bastante seriedade aqui, tanto é que isso acaba sendo a base para a rota final. Enfim, a Sakuya é daquelas imoutos pra se casar. …? Tem algo de errado? Nope. Nem um pouco. Na verdade todas as imoutos são pra se cas(ry

SORAAAaaAASORAAAAAAAAAAA / Yosuga no Sora & Haruka na Sora

Bem, quem já viu o famoso anime de Yosuga no Sora deve saber muito bem de quem eu estou falando. Pra ser sincero eu fui jogar Yosuga no Sora inicialmente porque achei umas imagens da Sora na net e me interessei pela arte, assim como por algumas imagens famosas do jogo hehe

> Procura a fonte > “Opa, é uma VN” > Oh my god > Aqui estou eu

Ao contrário da Sana e da Sakuya que eu citei até agora a Sora é a clássica imouto tsundere, onde nesse caso ela realmente não sabe fazer muita coisa sozinha. Jogando a VN eu lembro de muitos detalhes referentes a isso e bem, o tema de irmãos namorando aqui chega a um nível muito maior de seriedade do que em Sinsemilla por exemplo. Em todo o caso foi difícil começar a rota dela, afinal de contas você precisava jogar uma rota antes e eu simplesmente não tinha nenhum interesse pelas outras heroínas na época. Só tinha olhos pela Sora mesmo. Dei um belo de um skip em alguma rota e comecei. Quando percebi, a situação foi mudando, mudando e chegou a um ponto em que tudo começou a desmoronar quando a iinchou descobriu a relação entre os irmãos Kasugano.

Como posso dizer, não esperava que seria daquele jeito. Ou melhor, eu sabia que seria daquele jeito, mas ainda assim tratava com um toque de humor quando na verdade aquela cena é muito séria. Isso foi um choque, assim como o final da rota que tomou um rumo ainda mais sério do que a rota comum aparentava. No fim das contas isso mostra como a Sora é um belo exemplo da uma tsundere. Quando ela era tsun, era tsun mesmo. Quando era dere, era um dere-dere-dere-dere mesmo. A Soranami Haruka não parece ser um nome muito famoso, mas tenho a impressão de que essa seiyuu deve usar outros pseudônimos por aí (na verdade quase todas as seiyuus de VNs usam pseudônimos). Não foram poucas as vezes que eu tive a impressão de ouvir a voz dela em outras VNs, embora eu não possa confirmar isso no momento.

Acredito que toda pessoa que goste de imoutos nesse tipo de mídia saiba ao menos da existência da Sora. Como VN é difícil recomendar Yosuga como um todo porque ela é bem fraquinha, mas a rota da Sora por si só é bem interessante… Interessante em muitos sentidos. Muitos mesmo. E a Sora mostra como o amor de uma imouto é serious business. Nem todo onii-san consegue aguentar e até por isso eu gosto bastante do Haruka como protagonista. O fandisk também ajuda a complementar a história e tem bastante icha-icha no meio. Não tem porque não jogar… E chega de enrolar aqui.

REEENRen / Natsuzora no Perseus

E achar que aquela minori (mais detalhes abaixo) partiria para VNs onde todas as heroínas são kyonyuus. E quem diria que em Natsuzora no Perseus teria uma imouto nível Sora. Não sei se a opinião geral seria essa, mas a Ren realmente me lembrou da Sora na rota dela. Fora que em outras rotas ela parecia chegar ao nível de uma verdadeira yandere a ponto de dar medo. Se no caso da Sora a relação entre os irmãos evoluiu de maneira natural até o Haruka se tocar que havia algo de errado após as coisas começarem a dar errado, a Ren fez com o desenvolvimento se tornasse errado propositalmente desde o começo. Sabe, foi muito parecido com Yosuga no Sora nesse sentido. Foi em uma cidade do interior, poucas pessoas, casal de irmãos entrando em uma relação proibida, alguém descobrindo isso da pior maneira possível. Em Yosuga ainda não foi no ato em si, mas aqui foi. De certa maneira muito mais pesado e excitante chocante quando eu joguei.

Bem, a rota dela até que foi decente. Considerando que Natsuzora no geral decepcionou quando comparado às outras VNs da minori, essa rota foi uma das poucas coisas que salvou. Na verdade só a Ren que salvou essa VN. Sim, só pela Ren valeu a pena jogar Natsuzora no Perseus. Havia a questão da habilidade dos irmãos Toono que foi o “plot device” e que assim fez com que a relação dos dois começasse “melhor” do que em Yosuga. E ao contrário da Sora que era até certo ponto uma hikikomori, a Ren era bem mais normal nesse sentido. Em outros sentidos a Sora era completamente normal, enquanto a Ren quase chegava a ser louca. Ainda não me esqueço do final da rota da Ayame… Realmente achei que ia pra um final estilo nice boat (não conhece esse termo? Experimenta assistir School Days)… E novamente não conheço muito bem a seiyuu dessa imouto (Kusuhara Yui)… Sério, quando mais eu vejo, mas eu descubro que manjo nada de seiyuus de VNs. Realmente só sei nomes mais famosos mesmo =x

Off-topic (próximos 2 parágrafos): minori, aonde você parar? Pessoalmente eu gosto, amo o anime de Ef adaptado pela Shaft. Não sei dizer até que ponto a adaptação é fiel ou não (ainda pretendo jogar a VN um dia desses), mas nunca esquecerei aqueles famosos episódios do celular (11 do Memories) e aquela maldita cena da Yuuko em Melodies (episódio 7, senão me engano). História muito boa mesmo a ponto de fazer chorar no último episódio. Fora aquelas OPs durante a segunda temporada. Bem, voltando ao que importa. Eden* que é outra VN que saiu após Ef foi ótima também. Dava para prever o final desde o começo, mas isso não impediu de me querer fazer chorar no fim. Bom, muito bom. Qualidade como um todo é acima da média quando se fala da minori. Também a questão de que parece que os personagens realmente estão se movendo em suas VNs.

Daí veio Supipara. Foi divertido. Eu gostei. A OP é demais (~1:00). As seiyuus realmente podem deixar a desejar, mas no geral não tive muito do que reclamar. Foi a primeira vez que vi uma heroína 99% tsun e 1% dere do começo ao fim. Sabe, ela praticamente não tinha momentos dere. Nesse sentido foi incrível mesmo fazer a rota dela. Até agora não consigo acreditar. No geral a qualidade se manteve tão boa ou até melhor que Eden*. Como eram pra ser 3 partes eu realmente não tenho como comentar muito em relação a história, mas até que era promissor. Só que por alguma razão Supipara não vendeu e a empresa quase quebrou (?). Daí eles foram pro foco em VNs curtas e com personagens kyonyuu. A qualidade ainda está lá, mas sem aquelas maravilhosas OPs do Makoto Shinkai e ao menos Natsuzora no Perseus teve uma história bem “fraca”. Sei lá, é meio triste ver isso acontecer com uma empresa dessas. Tá certo que a minori tem seus problemas como ser completamente anti-estrangeiros, mas… Bem, meu desabafo termina aqui… =/

YUKARIYukari / Kara no Shoujo & Kara no Shoujo 2

E quem disse que as imoutos precisam ter alguma rota para serem ótimas imoutos em VNs? A Yukari da série Kara no Shoujo não teve nada próximo a uma rota até agora e com certeza não deverá ter nada no jogo final da série. Não vou entrar em muitos detalhes porque ao contrário de VNs mais comuns Kara no Shoujo é uma série bem plot-based com muitos twists e mortes. Ainda assim a Yukari acaba sendo uma das poucas, senão a única personagem que serve como um oásis para o protagonista Reiji. Imouto também é família, ou melhor, desde o começo ela é família. Logo quando uma imouto faz muito bem a função de ajudar/suportar seu onii-san fica difícil não gostar dela. Fora que a personalidade da Yukari realmente é boa. 100% Wife material. Ainda não te aceito ******.

Aqui eu posso dizer que conheço a seiyuu dela! A Kawashima Rino é bem famosa e não é a toa que dava pra reconhecer a voz dela em alguns momentos. Sim, só em alguns porque ela realmente é uma baita de uma seiyuu boa nesse meio. No fim das contas uma VN é realmente boa se todos os elementos necessários quando juntos ficam bons ou não. Em Kara no Shoujo isso ocorre muito bem para os dois jogos e eu recomendo fortemente experimentar jogar a primeira VN que tem tradução em inglês. Sem contar que a segunda é pra fazer qualquer um chorar com aquele final… VNs boas merecem ser reconhecidas por aí (Tasogare no Sinsemilla também é muito bom!).

IMG_009Shiroooooooooo *_*

Bem, acho que deu pra comentar um pouco sobre algumas das imoutos que eu conquistei fiz as rotas nesses últimos 3/4 anos. Cada vez mais eu penso em me concentrar mais em VNs porque tem muitos clássicos pra jogar, mas isso é assunto pra outra hora. Vamos voltar a imoutos. Mais imoutos please. Comentei um pouco acima que as imoutos de LNs não me atraem tanto, mas lendo Yahari Ore no Seishun Rabukome wa Machigatteiru. (Oregairu) 8 e No Game No Life (NGNL) 5 nesses últimos dias, eu simplesmente tive que mudar um pouco de ideia. Existem boas imoutos em mangás, assim como em LNs também. Provavelmente é o fato que eu não costumo correr muito atrás disso que faz com que eu não tenha muito conhecimento delas agora, mas pelo menos a Komachi em Oregairu e a Shiro em NGNL merecem destaque. A Komachi brilhou no último volume (post com spoilers em inglês by me) e a Shiro continua sendo a best girl mesmo sendo a heroína principal. Sabe o quão difícil é encontrar alguma LN assim? Enfim, imoutos são as melhores!

Quase acabando o post e pra finalizar só deixa eu contar mais um caso curto meu envolvendo imoutos e VNs; e depois finalizar explicando outros termos famosos que brincam com a palavra imouto.

Certo dia fui experimentar jogar Onigokko da Alcot. Estava sendo divertido e tal, mas percebi que a imouto não era uma das 4 heroínas principais e então decidi conferir em algum walkthrough se realmente ela não tinha uma rota ou não. Considerando que a Aoi era, novamente, a personagem que eu mais tinha interesse eu fiquei chocado quando descobri que realmente não havia uma rota dela. Quase chorei porque isso era um grande desperdício. Felizmente havia um fandisk de Onigokko. Felizmente haviam inserido uma rota com a Aoi de heroína. No mesmo momento em que descobri isso, larguei a VN original no meio da rota comum e só fiz a rota da Aoi no fandisk.

Conclusão: Valeu a pena. Satou Shizuku FTW. スケベしようや =名言。

Por fim, vale dizer que existem alguns termos que envolvem a palavra imouto. Mamouto de Sinsemilla é um deles, enquanto que um termo que costumo encontrar ultimamente é o de Damouto (駄妹) que seria literamente “uma imouto que não presta”. Acredito que origem desse termo venha da VN Shunki Gentei Poco a Poco da Alcot Honey Comb. Está na minha lista de quando for jogar mais rotas de imoutos em algum momento futuro. Himouto (干物妹) é outro termo legal que vem desse mangá divertido Himouto! Umaru-chan. O autor brinca com o termo “Himo no Onna” (originado de outro mangá btw) que indica uma mulher que liga pra nada e desistiu de encontrar um parceiro amoroso. No caso Himouto indicaria uma imouto que não liga pra nada e só quer se divertir em casa às custas de seu onii-chan.

Ainda queria comentar sobre mais coisa, mas chega. Já acho difícil alguém entender 20% desse post, então imagina se eu falar sobre imoutos ainda mais desconhecidas.

[fugindo da realidade]Se me perguntarem se eu manjo de imoutos (2D obviamente), eu respondo firmemente que não. Ainda estou muito longe disso. O Imoutodo não é algo que pode ser masterizado em tão pouco tempo, além do mais para alguém que não se foca só nisso. Sei um pouco delas em VNs, LNs, mangás, mas paro aí. Meu conhecimento sobre ero-mangas que envolvem imoutos é praticamente nulo. O mesmo vale para doujins. Se um dia vou me aventurar por essas bandas eu realmente não sei, mas eu sei as que imoutos (2D) vão estar presente na minha vida para sempre…[/fugindo da realidade]

Finalizando esse post nonsense, a única coisa que eu tenho a dizer foi que fazer esse blog foi divertido. Teve momentos em que realmente achava chato fazer posts mensais ou semanais e por isso respeito muito quem consegue fazer isso (posts diários então, nem consigo me imaginar fazendo isso). De qualquer maneira ter um blog é uma maneira simples de expor suas ideias quando você quiser, sobre o que você quiser. Ninguém vai ler posts sem ter interesse mesmo que eles possam chegar nele por outras fontes. Pra ter ideia um dos blogs que eu mais gosto de ler por ser muito engraçado ultimamente, só tem comentado sobre ero-mangas nessas últimas semanas. Antes disso era sobre onaholes (yup), voltando ainda mais era sobre a Ferris-tan de Steins;Gate, mais antes ainda era sobre Umineko e Yu-gi-oh!. São temas que não me interessam tanto, mas ver aqueles posts nonsense ou de fanboy (principalmente quando se tratava da Ferris) era algo genuinamente divertido. Nada melhor do que querer comentar sobre algo que você gosta. Não precisa ser algo elaborado e/ou com análises profundas. Pode ser simplesmente um: “PQP QUE EPISÓDIO BOM PRA *&¨%*!” que já está valendo.

E é isso. Esse blog termina aqui com muita coisa prometida, mas não cumprida… Nesse sentido só tenho a pedir desculpas pra quem estava esperando por algum post. Ainda vou continuar por aí, provavelmente só com posts aleatórios em inglês a partir de agora.

8 Comentários

Arquivado em Anime, Eroge, Light Novels, Mangá, Random

8 Respostas para “Post Final: Imoutodo (妹道)

  1. Pedro

    sim, lindo topico. sempre que entrava no site via o “imouto” mas mesmo tendo visto muitos topicos seus, n encontrei algo especifico para imoutos.

    Nao sei muito o que falar no seu ultimo topico, mesmo sabendo que este possa ser meu ultimo comentario a voce nao consigo pensar em muita coisa para falar, mas tem algumas coisas muito importates que preciso dizer.

    Muito obrigado, seu blog foi uma otima forma para q eu pudesse entrar mais fundo no mundo otaku, mesmo com muito interesse em LNs e VNs, tenho pouco conhecimento de ingles e japones, de forma que me limitava, mas vir aqui no blog e ler seus topicos me fazia sentir por dentro do assunto sem falar que pude encontrar algumas informaçoes muito importantes, e tirar alguns spoilers kkkkk. ler seus comentarios sobre varias obras foi muito engraçado.

    ah… pq em momentos como esses eu nunca sei o que falar… é tao importante mas n sei oq dizer…

    acho que pedir para vc continuar vai ser algo muito egoista da minha parte sendo que nao conheço sua situaçao, mas para mim, esse tempo que frequentei seu blog foi incrivel, e com certeza aproveitado.

    Espero que tudo vá bem para voce.
    Ate a proxima

    ;D

  2. Meu mestre é o Zen, 姉道. /sei

  3. Go Ahead brother the Imoutodo precisa continuar sendo masterizado!
    Não sumindo que mal tem!

  4. Oh, vou sentir saudades mesmo!! Embora acho que nunca tenha comentado aqui sempre acompanhei os posts, me divertia com o conteúdo. Boa sorte aew!!

    Assim como você eu amo Imoutos, não tem como não gostar hue hue
    é muito mais interessante.

    Me identifico muito com o nome Imoutolover

  5. Lala deviluke

    Você é o cara Imouto Lover. Sou teu fã, nunca desista do blog e das nossas light novels amadas!

  6. JulioAxcel

    Olha que desgraça quando volto a me animar com blogs um dos primeiros que acompanhei fecha kk.Não há o que se fazer, se divirta com seus dois outros blogs.
    Foi bom enquanto durou :), aprendi a escrever enquanto acompanhava esse blog, mel dels do cell aqueles meus primeiros comentários kk.
    Até mais ver ^^

  7. L

    Li vários posts e o blog já tinha fechado quando eu li o último, é uma pena que tenha acabado parabéns pelo blog, boa sorte ^^

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s